5 Rotas de Cicloturismo no Brasil

5 Rotas de Cicloturismo no Brasil

O cicloturismo no Brasil ganha cada vez mais adeptos e estrutura.

Conheça 5 rotas de cicloturismo que demoram mais de um dia para serem percorridas.

Estradas dos Romeiros – São Paulo – Saindo da capital sentido interior

Cicloturismo no Brasil - Ciclista na Estrada dos romeiros
Cicloturismo no Brasil – Ciclista na Estrada dos romeiros

Caminho aberto pelos Bandeirantes no século 16, é ótimo para quem quer curtir uma estrada segura, já que o trecho entre Cabreúva e Itu, às margens do Rio Tietê, é considerado um Parque Nacional e a maioria dos motoristas respeita os ciclistas que passam por ali todos os finais de semana. O trecho oficial começa em Santana do Paraíba, mas há diversas formas de desbravar a região pedalando saindo de barueri, Araçaringuama ou até mesmo da capital e retornar depois, com mais de 200 km nas pernas.

Nível: Médio/Difícil.
Percursos: 45, 80, 100 e 213 km.
Atenção: Em domingos de romaria, há cavalgadas na estrada. Não precisa de guia.

Neste site, descreveram com detalhes os mapas, altimetria, pontos de interesse, e local de encontro da partida. Vale a pena dar uma boa olhada.
http://www.mapofsports.com/2014/05/19/estrada-dos-romeiros-sp/

Rota Márcia Prado – São Paulo Capital sentido Santos

Cicloturismo no Brasil - A caminho do litoral Paulista
Cicloturismo no Brasil – A caminho do litoral Paulista

Sair de São Paulo para Santos de bike é uma vela aventura pela Rota Márcia Prado, um percurso criado pelo Institituto CicloBR e batizado com o nome da ciclista atropelada por um ônibus na Avenida Paulista em 2009 – esse roteiro foi a última viagem da cicloativista antes do acidente fatal. Passa por estradas auxiliares e pelo Parque Estadual Serra do Mar, garantindo um bonito cenário. Sempre no mês de dezembro, o Institituto CicloBr promove um passeio ciclístico pela rota. No último ano, o evento contou com mais de 6 mil participantes. A maior parte do percurso é asfaltada, mas há trechos de terra.

Nível: Médio.
Percursos: 80 e 100 km.
Atenção: A Rota Márcia Prado ainda é um percurso com acesso limitado. Recomenda se ir em grupo, mas não precisa de guia. Apesar de ser uma “descida” de São Paulo até o litoral, também tem algumas subidas difíceis.
Mais detalhes sobre este percurso você encontra neste link. http://ciclobr.org.br/rota-marcia-prado/pagina/469

Caminho da Luz – Leste de Minas Gerais – Inicio na cidade do Tombo finaliza no Pico da Bandeira

http://viagem.estadao.com.br/blogs/viagem/pernas-em-acao-ate-o-pico-da-bandeira/
Cicloturismo no Brasil – Alto Caparaó, Pico da Bandeira – Fotos: Sérgio Mourão

São quase 200 km de extensão entre a cidade mineira de Tombos e a base do Pico da Bandeira. A grande quantidade de mica e cristais do solo proporciona um brilho especial e explica de forma literal o nome do circuito de bike, o caminho da luz pode ser feito em quatro dias, mas vale estender a programação da viagem para subir ao topo do pico e curtir a vista das montanhas mineiras.

Nível: Médio.
Percursos: 196 km.
Atenção: Há uma taxa de R$75 para manutenção do local, seguro saúde e credencial. Pode ser feito com ou sem guia.
Saiba mais: caminhodaluz.org.br, https://trilhaserumos.com.br/dicas-roteiros/travessia-caminho-da-luz/

Chapada Diamantina – Bahia

Fonte: Turismo – iG @ http://turismo.ig.com.br/destinos-nacionais/apaixonese-pela-chapada-diamantina/n1597209956703.html

O parque nacional no coração da Bahia reserva um dos cenários mais bonitos do País e um percurso repleto de atrativos para um ótimo pedal. É um roteiro indicado para quem te boa técnica e preparo físico, pois, apesar de não serem longas, as pedaladas são bem desafiadoras.

Nível: Difícil.
Percurso: 240 km.
Atenção: Trechos que exigem muita técnica. Contrate um guia.
Saiba mais: guiachapadadiamantina.com.br

Caminho da Fé – SP MG


A rota de peregrinação brasileira surgiu inspirada no famoso caminho de Santiago de Compostela. Sua versão original começa em àguas de Prata e termina no Santuário de Aparecida. Hoje conta com outros possíveis pontos de partida, apesar de começar e terminar em São Paulo, percorre boa parte do seu caminho por terras ineiras, na Serra da Mantiqueira. O trecho é todo indicado pelas setas e conta com uma credencial. que precisa ser carimbada em pontos específicos de passagem e certificado de participação. A rota exige oiuto a dez dias pedalando.

Nível: Difícil.
Percurso: 500 km.
Atenção: Trajeto com muitos desníveis.
Saiba mais: caminhodafe.com.br

Related posts

Leave a Comment